A goji berry, pequena fruta do sul da Ásia, tornou-se a nova moda alimentar nas prateleiras das lojas de produtos naturais na América. Vendida no Brasil na versão desidratada, a frutinha traz algumas promessas: ajudar a emagrecer, gerar benefícios para a prevenção e tratamento de doenças relacionadas ao envelhecimento (como aterosclerose, neurodegeneração e diabetes) e até mesmo melhorar a libido. Tantos benefícios aconteceriam em função de sua ação antioxidante e imunomoduladora. Alguns micronutrientes importantes que são encontrados nessa fruta são: carotenoides, riboflavina, tiamina e vitamina C (42 mg/100 g). Mas seus efeitos tão potentes seriam mesmo reais? Em 2010, um artigo de revisão publicado no “Planta Medica Journal”, um dos principais periódicos internacionais da área, destacou estudos que demonstraram o papel medicinal da goji berry, correlacionando suas propriedades antioxidantes e imunomoduladoras à prevenção de doenças relacionadas à idade. Porém, é importante destacar que, além de serem necessários mais estudos na área para entender exatamente seu impacto na saúde, essa fruta não tem efeitos comprovados sobre a potência sexual, nem para a perda de peso. A goji berry pode ser consumida dentro de uma alimentação saudável para ajudar na prevenção de algumas doenças crônicas, mas deve compor um padrão alimentar equilibrado com qualidade e quantidade, e sem restrições. Opções para consumir essa fruta: goji berry com iogurte ou nos lanches intermediários (manhã ou tarde).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.